Instalação do Java Development Kit (JDK) no Linux

O Java Development Kit (abreviadamente, JDK) é um conjunto de ferramentas utilizadas no desenvolvimento de aplicações com a linguagem Java, inclui o compilador, a máquina virtual, as bibliotecas Java e ainda um utilitário que documenta o código-fonte com base em seus comentários. É necessário para executar o JBoss Application Server, que dá suporte ao PETIC Wizard, o Apache Maven e o Eclipse IDE, utilizados no desenvolvimento.

A seguir, são fornecidas instruções para instalar, configurar e executar a versão mais recente do JDK (atualmente, a 1.7.0_05) no sistema operacional Linux. Se procura instruções para o sistema operacional Microsoft Windows, clique aqui.

Download

O primeiro passo é baixar o JDK. Acesse a página de downloads do Java SE, aceite o contrato de licença e escolha fazer download do arquivo .tar.gz que contém o JDK compactado para Linux. Uma vez extraído o conteúdo desse arquivo, o JDK já pode ser executado e deve funcionar em qualquer distribuição Linux:

Você pode baixar esse arquivo utilizando o navegador de sua preferência ou o comando wget no terminal, como no exemplo a seguir:

$ cd /home/vinicius/
$ wget http://download.oracle.com/otn-pub/java/jdk/7u5-b05/jdk-7u5-linux-i586.tar.gz

Extração

No Linux, o processo de instalação do JDK se resume a extrair o conteúdo do arquivo baixado em um diretório cuja localização seja acessível a todos os usuários do sistema (como o diretório “/opt”). Para realizar esse procedimento, é necessário possuir privilégios de administrador.

Mova o arquivo baixado (no exemplo, “jdk-7u5-linux-i586.tar.gz”) para a pasta de destino (“/opt”) e nela extraia seu conteúdo. Nesse exemplo, o caminho para o JDK será então “/opt/jdk1.7.0_05″. Após a extração, o arquivo baixado pode ser excluído. Os comandos de terminal para realizar esses procedimentos são:

# mv /home/vinicius/jdk-7u5-linux-i586.tar.gz /opt
# cd /opt
# tar zxvf jdk-7u5-linux-i586.tar.gz
# rm jdk-7u5-linux-i586.tar.gz

Configuração das variáveis de ambiente JAVA_HOME e PATH

A variável de ambiente JAVA_HOME é consultada por alguns programas (como o Maven, o Eclipse e o JBoss Application Server, por exemplo) a fim de obter a localização do JDK instalado no computador.

Também é costume acrescentar o caminho para o JDK na variável de ambiente PATH, possibilitando invocar as ferramentas do JDK de qualquer diretório. Do contrário, deve-se informar o caminho completo para essas ferramentas todas as vezes em que for necessário invocá-las.

Abra com o seu editor de preferência o arquivo “/etc/profile” e acrescente as seguintes linhas no final (você deve substituir, se necessário, a localização do JDK):

export JAVA_HOME="/opt/jdk1.7.0_05"
export CLASSPATH="$JAVA_HOME/lib"
export PATH="$PATH:$JAVA_HOME/bin"
export MANPATH="$MANPATH:$JAVA_HOME/man"

As alterações serão aplicadas a qualquer nova janela de terminal aberta.

Teste do JDK

Para testar a instalação do JDK, abra uma janela de terminal e execute o comando a seguir, que deve informar a versão do JDK instalado no seu computador:

$ javac -version

Como teste, também é possível criar um pequeno programa Java, compilá-lo e executá-lo. Em algum diretório ao qual você tenha acesso (a pasta “home” do seu usuário, por exemplo), crie um arquivo de texto simples chamado “Teste.java”. Abra esse arquivo com um editor de texto e insira o seguinte conteúdo:

public class Teste {
	public static void main(String args[]) {
		System.out.println("Olá!");
	}
}

Agora no terminal, acesse esse diretório e invoque o compilador do Java (javac) passando o arquivo que você acabou de criar como parâmetro:

$ cd /home/vinicius/
$ javac Teste.java

Perceba que um arquivo “Teste.class” é criado como resultado da compilação. Ainda no terminal, invoque a máquina virtual Java (java) passando o nome da classe compilada como parâmetro:

$ java Teste

Se a mensagem “Olá!” apareceu na tela, o JDK foi corretamente instalado e configurado em seu computador.

Plugin Java para o navegador Firefox

O plugin Java para o navegador Firefox não é instalado e configurado de maneira automática no Linux, como acontece durante a instalação do JDK no Windows.

É necessário criar um link simbólico no diretório onde o Firefox está instalado para que o navegador consiga localizar o plugin. Para isso, supondo que o JDK encontra-se em “/opt/jdk1.7.0_5/” e o Firefox em “/usr/lib/mozilla”, basta executar o seguinte comando no terminal:

# ln -s /opt/jdk1.7.0_5/jre/lib/i386/libnpjp2.so /usr/lib/mozilla/plugins/

Para verificar se o navegador reconhece o plugin, digite na aba de endereços “about:plugins” e tecle Enter. O plugin do Java deve aparecer na lista de plugins instalados:

É possível também verificar na página de teste do Java se a versão do plugin instalada no seu sistema corresponde à mais atual: